(11) 4200-0069

contato@lojavirtual.com.br

Top

Dicas para alcançar o sucesso com um e-commerce industrial

LojaVirtual.com.br / Especializando em e-commerce  / Dicas para alcançar o sucesso com um e-commerce industrial

Dicas para alcançar o sucesso com um e-commerce industrial

Tempo de Leitura: 3 minutos.

Cada vez mais as relações de compra e venda migram para o meio digital, sendo o e-commerce uma das maneiras mais visadas para esse processo que consiste basicamente em uma loja virtual própria, em que o revendedor ou fabricante pode estabelecer a estrutura e design almejados.

De uma forma geral, é um meio que reúne grande potencial, mas naturalmente, de acordo com o setor, certos pontos devem ser observados, como a existência de diferentes modelos de e-commerce, como o B2B (Business to Business) e o B2C (Business to Customer).

Neste cenário, o empreendedor do setor industrial se depara com diversas possibilidades e o meio de venda digital, sem dúvidas, deve ser compatível com seu modelo de negócios. No caso do B2B, as partes envolvidas, ou seja, o comprador e o vendedor, são empresas, que normalmente vendem seus serviços, maquinários ou até mesmo matérias primas.

Para exemplificar, é possível citar o corte a laser inox, um serviço amplamente aplicado em chapas de aço devido a precisão e versatilidade. Isso também pode ser aplicado quando se trata do oxicorte, afinal, as matérias-primas precisam ser trabalhadas e esse processo corta os materiais por meio de combustão localizada, sendo essencialmente um processo procurado por empresas.

Por possibilitarem a produção de peças mais complexas, são atividades muito visadas por diversos setores que trabalham na confecção de peças metálicas. E é justamente quando a empresa tem como público-alvo outras corporações que temos o B2B.

A categoria B2C corresponde ao processo de venda das empresas para os consumidores (pessoas físicas). Por exemplo, com a venda de tubo inox ou outros tipos de produtos, sendo um dos mais comuns no meio digital e que consequentemente apresenta grande concorrência.

As principais dicas para as indústrias no e-commerce

É importante citar que em meio a um cenário onde diversas possibilidades podem ser exploradas e que apresenta grande competitividade, algumas recomendações podem ser seguidas, tais como:

  • Presença de blog;
  • Analisar as variáveis a serem trabalhadas nas vendas;
  • Escolher com cautela o modelo de e-commerce;
  • Garantir uma boa plataforma;
  • Qualidade de conteúdo.

Um blog pode corresponder a mais um canal para atrair clientes em potencial ou até mesmo para a fidelização. Diferentes estratégias podem ser aplicadas para que o blog seja visado, como o marketing de conteúdo.

No caso das variáveis a serem trabalhadas, é preciso que exista atenção para quais são mais compatíveis com a empresa e transações de venda. Entre tais fatores, podem ser citadas: condições de pagamento, tabela de preços, aprovações de cadastro e o frete.

Anteriormente foram citados alguns modelos de vendas no meio digital, porém, é necessário averiguar se o empreendedor irá centralizar toda a operação de vendas ou se será um negócio híbrido. Essa segunda opção conta com um maior suporte profissional, assumindo estratégias do e-commerce e assegurando que a plataforma funcione com maior estabilidade. Existe ainda a possibilidade de buscar um parceiro digital para a realização de revendas, mas depende muito do tipo de negócio visado.

Além disso, diversas tecnologias podem ser encontradas e nesse cenário, é preciso identificar os potenciais e fraquezas de cada uma, principalmente no que diz respeito a compatibilidade com o tipo de serviço prestado. Caso contrário, a plataforma poderá proporcionar experiências negativas para o consumidor.

Por fim, é essencial ter cautela no que diz respeito ao conteúdo informativo, assim como as imagens do produto. Por exemplo, um setor que trabalha com brocas para metal, independentemente do  foco ser B2B ou B2C, deve considerar que embora, de forma geral, sejam itens fabricados em aço rápido com forma helicoidal, algumas especificações podem variar e por isso garantir um conteúdo de qualidade, com boas imagens e descrições, é crucial para as vendas.

Como escolher uma plataforma adequada?

Com o aumento da visibilidade do e-commerce, diferentes plataformas podem ser encontradas para estabelecer os negócios. Conforme citado anteriormente, é de grande importância que o empreendedor assegure um canal adequado para as vendas e para escolher com maior segurança, é interessante observar diversos requisitos, tais como:

  • Forma de gerenciamento;
  • Adaptabilidade ao plano de comunicação da empresa;
  • Possibilidades de atualização;
  • Flexibilidade de integração com diferentes tecnologias;
  • Compatibilidade com navegadores;
  • Canal de suporte.

Há empresários que preferem um investimento mais baixo no início para posteriormente apostar nas modificações das plataformas, porém, é algo que deve ser analisado em cada caso. Afinal, não há um modelo padrão de sucesso para o e-commerce e não é diferente em sua relação com o setor industrial.

Todas as variantes apresentadas ao longo do texto reforçam o quão abrangente é o setor de e-commerce, assim como as possibilidades que podem ser exploradas. É um meio que começou a se popularizar em torno de 1995 e representa uma maneira diferenciada de negócios, em especial, por causa da conexão dos consumidores.

Sendo assim, é válido que os empreendedores avaliem os melhores caminhos a serem seguidos para garantir um bom crescimento para sua empresa.
No Comments

Post a Comment