(11) 4200-0069

contato@lojavirtual.com.br

Top

8 formas de envio de mercadorias e fretes para uma loja virtual

LojaVirtual.com.br / Gestão de negócios online  / 8 formas de envio de mercadorias e fretes para uma loja virtual

8 formas de envio de mercadorias e fretes para uma loja virtual

Tempo de Leitura: 4 minutos.

Traçar as formas de envio de mercadorias é uma estratégia que precisa ser bem planejada na sua loja virtual. Isso porque ela pode ser responsável pelo sucesso ou fracasso do negócio.

Se bem executada, pode gerar melhores experiências de compra, fidelizar clientes e criar uma imagem positiva. Mas, caso contrário, a entrega pode atrasar, a embalagem ser violada e o produto chegar danificado.

Como consequência, o cliente fica insatisfeito, não compra mais no seu e-commerce e, para piorar, ainda espalha a notícia nas redes sociais, fazendo com que você perca mais clientes.

Viu como o frete é importante? Considerando tudo isso, conheça agora 8 formas de envio que a sua loja virtual deve utilizar!

1. Envio pelos Correios

Os Correios são a forma de envio mais conhecida dos brasileiros. A estatal é tão utilizada que oferece até condições especiais para quem trabalha com o e-commerce. Isso dependendo do volume de envio, é claro.

Veja agora as dúvidas mais comuns sobre o seu funcionamento:

Preciso fazer um contrato?

Não há a necessidade de fazer contrato para trabalhar com os Correios, mas é aconselhável. Sem o contrato, você deixa de ter descontos nos valores e tem que pagar cada frete na boca do caixa. Por outro lado, com o contrato, você paga todos os fretes de uma vez, por meio de uma fatura mensal.

Ou seja: proporciona economia de tempo e dinheiro para a sua loja virtual.

Outra vantagem do contrato é que você pode pagar o preço de PAC em serviços como eSedex, Sedex 10 e outros serviços expressos que os Correios oferecem.

Como calcular dimensões e pesos?

Os Correios impõem limites para os pesos e medidas das mercadorias que entrega. Por isso, calcular as dimensões e peso é muito importante antes de escolher a forma de envio. Atualmente, os Correios definem que o peso deve ser de até 30 quilos.

Dependendo do serviço, esse limite pode ser ainda menor. O Sedex 10, por exemplo, permite, no máximo, 10 quilos por encomenda.

Então vamos ao cálculo! Os Correios usam o peso cúbico para comparar com o peso físico. O que for maior será cobrado. Para descobrir o peso cúbico da mercadoria, use a seguinte fórmula:

(ALTURA x LARGURA x COMPRIMENTO)/6.000

Exemplo: Considere uma mercadoria com as dimensões de 43 cm de altura, 28 cm de largura, 52 cm de comprimento e 15 quilos de peso físico (na balança). O cálculo ficará assim:

(43 X 28 X 52) / 6.000 = 10,43 quilos cúbicos

Como o peso cúbico foi menor, o peso físico de 15 quilos é levado em consideração.

2. Entrega pela Melhor Envio

Para as lojas virtuais que possuem um volume menor de vendas, muitas vezes, o contrato com os Correios não é possível. Mas existe uma solução. Já ouviu falar da Melhor Envio? Essa empresa permite que você tenha fretes mais baratos, mesmo não tendo contrato com os Correios.

Funciona assim: você se cadastra no site, paga o frete, recebe uma etiqueta por e-mail e deposita a mercadoria na agência dos Correios mais próxima de você.

Ou seja: a Melhor Envio é uma intermediária que acumula diversas entregas de lojas pequenas, entrando no desconto que os Correios oferecem por volume. Então, você ganha esse desconto, mas precisa pagar o frete à Melhor Envio, e não aos Correios.

No próprio site da empresa você realiza o cálculo do frete, e ele mostra o valor que você pagaria se enviasse sem os descontos dos Correios, visualizando a economia que terá com a operação.

Essa alternativa é ótima para lojas virtuais que estão começando ou para atender às épocas de baixas vendas dos grandes sites (períodos sazonais)

3. Frete com transportadoras

Diferente dos Correios, as transportadoras não têm limites de peso ou dimensões para as mercadorias entregues. Isso torna a opção mais adequada para as lojas virtuais que vendem produtos com peso acima dos 30 quilos ou quando a soma dos produtos ultrapassam esse limite.

Outra vantagem de se trabalhar com as transportadoras é o fato de que a sua loja virtual fica livre dos riscos de paralisações e greves que acontecem com certa frequência nos Correios. Assim, o seu negócio não é interrompido e as entregas continuam sendo enviadas dentro do prazo.

Com relação ao cálculo do frete, nas transportadoras, ele acontece um pouco diferente. Além da metragem cúbica, vários outros fatores são considerados. Veja os principais:​

  • níveis de periculosidade no transporte e entrega;
  • tipo de transporte (rodoviário, marítimo, aéreo);
  • níveis de fragilidade da mercadoria;
  • valor da mercadoria;
  • distância percorrida;
  • Peso físico;
  • tributações;
  • pedágios.

4. Envio por FedEx

Se o seu negócio na internet vende e entrega mercadorias também no exterior, o uso dos serviços oferecidos pelo FedEx pode ser uma boa alternativa. O sistema logístico da empresa americana é moderno e utiliza diversos modais de transporte.

É parecido com os Correios, só que realiza envios internacionais para qualquer lugar do mundo.

No FedEx, diferente dos Correios, não há restrições de pesos, quantidades e tamanhos. Por meio do site é possível fazer uma simulação do frete corretamente.

5. Entrega com veículo próprio

Para muitas empresas, terceirizar a entrega de mercadorias significa economia de tempo e dinheiro, além de melhorar os serviços prestados, gerando boas experiências de compra aos clientes.

Mas, se a sua loja virtual entrega produtos nas redondezas ou na mesma cidade, ter um veículo próprio para isso pode ser uma boa opção.

Os Correios e as transportadoras precisam obedecer a uma rotina de procedimentos e horários que pode levar até dois dias para entregar um produto a um cliente no mesmo bairro. Com um veículo próprio, você pode entregar no mesmo dia. Os custos podem compensar. Pense nisso!

6. Entrega por motoboy

É parecido com a entrega com veículo próprio. A diferença aqui é que você contrata um motoboy freelancer para fazer as entregas, se isentando dos custos com aquisição e manutenção do veículo e ficando livre das obrigações trabalhistas.

A qualidade da entrega pode ser ainda melhor se você contratar uma empresa especializada em entregas por motoboy.

Geralmente, os veículos são mais novos e os entregadores treinados para terem agilidade combinada com precauções e um bom atendimento ao cliente.

7. Entrega de bicicleta

A preocupação cada vez maior com a redução da poluição e o desafogamento do trânsito em grandes centros urbanos têm levado governos a investirem pesado na construção de ciclovias.

Aproveite a oportunidade e crie um meio de entrega por bicicletas. Dependendo do horário, a entrega de bicicleta pode ser mais rápida do que por um carro ou moto. Além disso, os custos com aquisição e manutenção são baixíssimos.

Entre na onda da responsabilidade ambiental e gere uma imagem positiva para a sua loja virtual!

8. Retirada no local

Se o cliente mora próximo ao estoque, a retirada pode ser mais rápida e ele não precisa pagar o frete. Então, crie condições para isso acontecer sem problemas e dê mais essa opção ao público da sua loja virtual.

Existem muitas formas de envio de mercadorias. Como cada uma tem suas próprias particularidades, o ideal é que você trabalhe com todas as alternativas possíveis. Gostou das dicas? Então, assine a nossa newsletter agora mesmo e fique sempre por dentro do assunto!
Crie sua loja virtual agora mesmo

Crie sua loja, experimente os recursos e comece a vender!

Experimente Grátis
Share

Sócio e cofundador da LojaVirtual.com.br. Com mais de 10 anos no mercado de e-commerce, tem o seu foco em acompanhar as mudanças do mercado e seguir as tendências tecnológicas.

No Comments

Post a Comment