(11) 4200-0069

contato@lojavirtual.com.br

Top

6 erros para não cometer na Black Friday em seu e-commerce

LojaVirtual.com.br / Datas comemorativas  / 6 erros para não cometer na Black Friday em seu e-commerce

6 erros para não cometer na Black Friday em seu e-commerce

Tempo de Leitura: 0 minuto.

Tendência estrangeira que conquistou os brasileiros, a Black Friday é uma das datas mais aguardadas pelos consumidores. Afinal, na última sexta-feira do mês de novembro os comerciantes oferecem ofertas imperdíveis para o público.

Não à toa, o mercado fica aquecido e as empresas conseguem maximizar as vendas.

Contudo, os lojistas que adotam essa ação precisam ter cuidados redobrados — principalmente em relação ao meio virtual. Caso contrário, eles não obterão o resultado esperado.

Para ajudá-lo a ter êxito com essa estratégia, reunimos os principais erros de e-commerce na Black Friday, que devem ser evitados.

Confira!

1. Fazer propaganda enganosa

“Tudo pela metade do dobro do preço”: esse é um bordão utilizado pelo público brasileiro para descrever a Black Friday. O motivo? Certos empresários aumentam o valor do produto na véspera da ação e, quando chega a data, diminuem o preço.

Em outras palavras, não existe um desconto real.

Acredite: essa atitude, que já é bem conhecida pelos clientes, prejudica — e muito — a reputação da empresa. Afinal, o consumidor que notar a farsa dificilmente voltará a realizar compras no estabelecimento — tanto na loja online quanto na física.

Não para por aí. Existe grande chance de que ele comente em alto e bom som para amigos e conhecidos que a empresa é desonesta.

A partir de então, você não só perderá o cliente em questão, como vários outros. Portanto, não caia nessa armadilha, combinado? Ofereça descontos reais e que sejam, de fato, diferenciados.

2. Não oferecer suporte

Outra falha que pode afetar o número das vendas é a falta de suporte. Muitas pessoas chegam ao seu e-commerce navegando pela internet. Isto é: elas não conhecem a marca e, por acaso, encontraram uma proposta interessante.

Nesse sentido, nada mais natural do que surgir algumas dúvidas. É aí que entra a importância de ter uma equipe bem treinada, que saiba solucionar os diversos questionamentos dos usuários.

Uma boa ideia aqui é oferecer um chat online, no qual o atendente esclarecerá instantaneamente as dúvidas. Além do mais, veja a possibilidade de disponibilizar um e-mail e um telefone para contato. Assim você não sobrecarregará o canal da loja virtual.

3. Ignorar a velocidade do site

Pode apostar: caso o cliente encontre uma plataforma lenta, ele não vai hesitar em fechar a página e procurar outras opções — por mais que as promoções estejam atrativas.

Por isso, é importante que o seu site esteja preparado para lidar com um alto tráfego durante a Black Friday. O ideal, nesse sentido, é entrar em contato com o servidor e o host contratados para certificar-se de que a plataforma conseguirá suportar um número de visitas elevados e não ficará fora do ar em hipótese alguma.

Também não se esqueça de ter um profissional de TI disponível. Como já dizia o ditado, “é melhor prevenir do que remediar” — você não quer arriscar perder vendas por causa de algo tão banal, não é mesmo?

Ainda sobre o site, é fundamental apostar em um modelo responsivo, que nada mais é do que um formato que se adapta a vários dispositivos eletrônicos — como smartphone, tablet e computador.

Lembre-se de que os brasileiros acessam a internet mais pelo celular do que por outros meios.

4. Não pensar no layout

Mais do que nunca, os empresários precisam proporcionar uma experiência de compra única para o consumidor. A afirmação é válida não só para os estabelecimentos físicos, mas também para as lojas onlines.

Nesse contexto, é fundamental ter atenção redobrada ao layout do site. Uma página bem organizada e intuitiva certamente ajudará os usuários a navegar — facilitando as compras. Em contrapartida, um site sobrecarregado, com informações desconexas, fará com que o cliente desista da página.

Para não ter erro, elabore uma loja virtual convidativa, que desperte a atenção do consumidor. Lembre-se que, para isso, existem profissionais especializados.

5. Esquecer da divulgação

Quem não é visto não é lembrado. Essa é, sem sombra de dúvidas, uma máxima do mundo dos negócios. Por isso, de nada adianta ter um e-commerce atrativo, funcional, com condições exclusivas e pecar na divulgação.

Antes da Black Friday, pense em estratégias diferenciadas, que dialoguem diretamente com o público-alvo. O intuito é tornar a sua página conhecida, aumentando o tráfego e, claro, as vendas.

É essencial, nesse contexto, usar a base de dados dos clientes para enviar e-mail marketing e newsletters.

Além disso, é imprescindível utilizar as redes sociais a seu favor. Twitter, Facebook e Instagram são apenas algumas das ferramentas disponíveis que serão extremamente úteis nesse processo.

Além de estimular o tráfego orgânico, ainda vale a pena investir em anúncios pagos para aumentar o alcance das páginas.

Pense também em ações para mídias tradicionais — como TV, jornais e rádios locais. Para isso, não existe uma fórmula mágica.

Use e abuse da criatividade e, claro, do marketing — levando sempre em consideração o perfil do consumidor para conquistar mais leads e conseguir a conversão.

6. Abrir mão da segurança

A esfera virtual precisa de tanta — ou até mais — segurança do que as empresas físicas. Uma simples falha no sistema, por exemplo, pode colocar em xeque todas as suas operações. O resultado é um cenário nem um pouco agradável, como o fornecimento de dados dos clientes para usuários mal intencionados.

Ciente dos riscos das lojas onlines, os clientes — cada vez mais — verificam com atenção todos os dados da empresa virtual. Eles analisam, por exemplo, se a plataforma possui um endereço físico, se o CNPJ está ativo, se o site possui algum selo de autenticidade e outros itens relevantes.

Nada mais sábio, nesse aspecto, do que apostar em recursos capazes de transmitir mais credibilidade à sua loja online. Assim, o consumidor terá mais confiança para efetivar a compra — uma vez que ele não terá dúvidas sobre a idoneidade da empresa.

Ao evitar estes 6 erros de e-commerce na Black Friday, você conquistará resultados expressivos, potencializando as vendas do negócio. Vale destacar, ainda, a importância de criar uma logística adequada, respeitando os prazos de entrega combinados.

Agora é sua vez! Planeje e prepare sua campanha para obter os melhores resultados. Quer mais dicas? Hoje o Instagram é uma excelente oportunidade de ampliar a divulgação de sua loja e de seus produtos. Saiba como utilizar a rede social a seu favor tanto em datas como a Black Friday e também ao longo de todo ano.

 

Crie sua loja virtual agora mesmo

Crie sua loja, experimente os recursos e comece a vender!

Experimente Grátis
Share

Sócio e cofundador da LojaVirtual.com.br. Com mais de 10 anos no mercado de e-commerce, tem o seu foco em acompanhar as mudanças do mercado e seguir as tendências tecnológicas.

No Comments

Post a Comment