(11) 4200-0069

contato@lojavirtual.com.br

Top

5 melhores práticas para cadastrar produtos em loja virtual

LojaVirtual.com.br / Iniciando um e-commerce  / 5 melhores práticas para cadastrar produtos em loja virtual

5 melhores práticas para cadastrar produtos em loja virtual

Tempo de Leitura: 4 minutos.

Nós sabemos o quanto que o comércio eletrônico é prático para o consumidor. Ele funciona 24 horas, permite a busca pelo produto desejado ao digitar palavras-chave e possibilita o pagamento depois de alguns cliques. Diferentemente da loja física, a online não conta com um vendedor disponível para explicar as funcionalidades e benefícios dos produtos à venda. Por esse motivo, você deve aprender boas práticas para cadastrar produtos em loja virtual.

O cadastro de produtos, no e-commerce, faz a vez do vendedor na loja física. São as informações disponibilizadas em seu site que influenciarão a decisão do consumidor. Se os produtos não estão bem descritos, eles despertam sentimentos como dúvida e desconfiança. Quando isso ocorre, o cliente sai do ambiente da sua loja e busca nos concorrentes as informações necessárias que baseiam a decisão de compra.

Uma vez fora da sua loja online, você perde a chance de fechar negócio naquele instante.

Para evitar essa situação, preparamos este artigo com as 5 melhores práticas para cadastrar produtos em loja virtual. Continue a leitura e saiba como aplicá-las em seu comércio eletrônico.

1. Organize os seus produtos por categorias

A primeira boa prática para cadastrar produtos em loja virtual é a organização deles por categorias. Se o seu comércio eletrônico vende itens de diversas categorias, coloque cada uma delas no departamento correspondente. Isso facilita a busca do consumidor, que pode visualizar todos os produtos correspondentes à mesma categoria e, desse modo, encontrar outros itens que talvez necessite.

Quando a sua loja online é focada em um determinado nicho, como o de perfumaria, você deve encontrar subdivisões para organizar melhor os produtos. Agrupe os produtos por similaridade e coloque-os em subcategorias. Assim, fica mais fácil para o consumidor comparar as marcas existentes no seu e-commerce e escolher aquele produto que atende suas expectativas e necessidades.

2. Capriche nas descrições dos produtos

Conforme havíamos mencionado na introdução deste artigo, a loja online não tem um vendedor que explique as funcionalidades e benefícios dos produtos. Por esse motivo, você deve caprichar nas descrições dele. Seja crítico em relação à forma como o produto está descrito e coloque-se no lugar do consumidor. Ainda seguindo o exemplo da perfumaria, você sabe para quê serve um batom, mas será que dizer apenas a cor dele é suficiente?

A consumidora que pretende adquirir um batom, por exemplo, deseja saber outras informações sobre o produto, como fixação, textura e cobertura. A descrição, portanto, deve travar um diálogo com quem está lendo e explicar todos os detalhes necessários para que não surjam dúvidas durante o processo de compra. Lembre-se que a descrição deve ser completa, para evitar que o cliente saia do seu ambiente para esclarecer dúvidas fora dele.

3. Invista em SEO

SEO é uma sigla em inglês que significa Search Engine Optimization. Ao trazermos esse conceito para o nosso idioma, ele pode ser traduzido como otimização para os motores de busca. Isso significa que o papel dele é melhorar o ranqueamento da sua loja online nos buscadores. Por esse motivo, é importante que você aprenda a usá-lo. Comece pelo básico, entendendo o papel das palavras-chave no seu e-commerce.

Quando um consumidor busca por um produto na internet, ele utiliza uma palavra ou termo. Dessa forma, cabe a você descobrir quais são as melhores palavras ou termos que devem ser utilizadas em suas descrições de produtos. Utilize o Google Trends para ver e comparar termos de busca. Observe quais são os mais e menos utilizados, identificando as oportunidades certas para descrever melhor os produtos. Termos específicos, por exemplo, podem ajudar a destacar o seu negócio pelo menor volume de buscas.

4. Valorize os títulos dos produtos

O título do produto diz muito sobre ele e facilita tanto a identificação do item quanto a otimização da busca dele na internet. Ao descrever um título, utilize o seguinte raciocínio:

  • o que é o produto;
  • quais são as suas características;
  • para quê ele serve;
  • quais são os seus diferenciais;
  • a qual marca ele pertence.

No caso do batom, seguindo o exemplo de uma perfumaria, nós poderíamos criar o seguinte título:

Batom (o que é o produto) + vermelho (as características) + para lábios ressecados (serventia) + com hidratação profunda e UV (diferenciais) + marca.

Perceba como a construção do título traz uma quantidade de informações que instiga o consumidor a comprar. Por meio desse elemento, ele já tem acesso às características e diferenciais do produto para que a decisão seja tomada no impulso. Se, mesmo assim, ainda houver alguma dúvida, ele pode recorrer à descrição completa.

5. Invista em imagens e vídeos

Cadastrar produtos em loja virtual vai além da organização e descrição dos itens. Lembre-se que a qualidade das informações influencia na decisão de compra, ou seja, consegue aumentar as suas vendas. Portanto, invista em outros materiais que ajudam a explicar os produtos e convencer os seus clientes sobre comprá-los. Recorra ao uso de imagens e vídeos.

Sobre as imagens, não se limite a usar somente aquelas que os fabricantes compartilham. A maioria das lojas online utiliza essas mesmas imagens, portanto, torna-se mais difícil de você se destacar entre os seus concorrentes. Use-as, mas complemente com as suas. Mostre o seu olhar em relação ao produto, apresentando as outras partes dele que os seus concorrentes não mostram.

Quantas vezes você já quis ver um detalhe de produto e ficou na dúvida sobre comprar o item porque não havia a foto correspondente na loja online? Um simples detalhe pode fazer toda a diferença no momento da compra. O mesmo vale para o vídeo, que consegue explicar detalhes e apresentar o produto sob todos os ângulos. Se houver alguém manipulando o item, melhor ainda. Isso transporta o consumidor para a cena e ele tem uma noção melhor do tamanho e uso do produto.

Todas as boas práticas que compartilhamos neste artigo, para cadastrar produtos em loja virtual, podem ser colocadas em prática quando você também investe em uma plataforma de e-commerce que seja fácil de usar. Portanto, verifique se a plataforma que está usando agora é suficiente para essas mudanças. Se você ainda não abriu o seu negócio, essa é a oportunidade de fazer uma escolha consciente.

Se você deseja melhorar o cadastro dos seus produtos e vender mais, fale com a Loja Virtual. Essa plataforma de e-commerce tem tudo o que você precisa em um único lugar.

Converse com um consultor e veja como é fácil ter o seu negócio na internet. Tenha acesso aos benefícios que podem torná-lo campeão de vendas.
Share

Sócio e cofundador da LojaVirtual.com.br. Com mais de 10 anos no mercado de e-commerce, tem o seu foco em acompanhar as mudanças do mercado e seguir as tendências tecnológicas.

No Comments

Post a Comment